“Esquecidos” da Memória, associação mémorielle nacional, reconhecida pelos poderes públicos e as instituições, obra ao conhecimento da deportação 

para motivo de homossexualidade e o seu reconhecimento em França e além. É organizada em delegações territoriais e contada uma centena de membros.
A nossa ação visa as autoridades públicas e educativas, bem como os atores da Memória e o tecido L.G.B.T. (lesbiano, gay, BI e trans). 

Resolutamente ancorada no presente, a nossa diligência traduz-se igualmente ao diário pela luta solidária contra todas as discriminações. 

A nossa associação, não partidária, está aberta à toda e todos, sem distinção nenhuma.


 

  Contacto Actualidades LGBT Cerimónias  As nossas delegações 

  Assinem o nosso livro de ouro Livro de Ouro

Para estar mais perto da actualidade, para conhecer as nossos últimos notícias e os nossos próximos encontros:

A deportação para homossexualidade em cerca de perguntas e respostas.

NOUS REJOINDRE

A nossa Exposição

 

 

Actualidades

 

 

Domingo 29 de abril de 2018, Dia nacional da Lembrança das vítimas e os heróis da Deportação.

A a ocasião do Dia nacional da lembrança das vítimas e os heróis da deportação, “ o Oublié.e.s” da Memória Associação Civil Homossexual do Dever de Memória participará domingo 29 de abril de 2018 às cerimónias comemorativas presididas por Senhora Geneviève Darrieussecq Secrétaire de Estado junto do ministro dos exércitos Mémorial do Shoah seguidamente Mémorial dos Mártires da Deportação à Paris 4.o. [...]

A nossa associação mémorielle representativa dos deportados por motivo de homossexualidade durante a Segunda Guerra Mundial estará igualmente presente o próximo 29 de abril em regiões onde efetua ao longo de todo o ano um trabalho assíduo e compartilhado com os nossos delegados territoriais, as nossas levarbandeiras e as nossas associações membros. [...]

 

Reencontrem encontro e a Mensagem do Dia da Lembrança


 

Outras actualidades                                      

 

 


 

ver todas as actualidades>>>

ver todas as reportagens>>>

Para um monumento dedicado à memória LGBT em França
Desde cerca de anos e mais recentemente, dos monumentos à memória das vítimas lesbianas, alegres, BI e trans veem o dia em várias cidades do mundo. Na França o movimento LGBT e espera mais largamente um lugar ou um monumento na França que reunirá as suas memórias. 

Todas as notícias do projeto sobre a página Facebook


História

Investigações históricas

A perseguição de certas minorias pelo regime nazi : a repressão e perseguição dos homossexuais pelo regime nazi
Reencontrem os trabalhos empreendidos pela Fundação da Memória da Deportação, e apresentados no boletim “Memória Viva” n°56/Em abril de 2008 (extratos), completados por um aditivo no boletim n°58/Em novembro de 2008. [A fazer o download em formato pdf]

Últimos trabalhos

couverture.jpg (75202 bytes)Em abril de 2012, editamos uma brochura bilingue francês-alemão, explicativa de 16 páginas sobre a deportação por motivo de homossexualidade, com o apoio do Ministério da Defesa e Antigos os Combatentes e a Fundação para a Memória da Deportação. Faz o ponto dos conhecimentos atuais sobre a deportação por motivo de homossexualidade em geral, ilustrando ao mesmo tempo a sua realidade francesa em especial.
Brochura disponível por correio eletrónico.
Uma participação forfetária (envio + impressão) de 2€ mínimo ser-vos -á pedida. Obrigado.

26 déc.2013: Repressão da homossexualidade em França durante a Ocupação

Percurso - Testemunhos

Descubram sobre a nossa página “Percursos - Testemunhos”, as biografias de vítimas da crueldade nazi, parados e deslocados por motivo de homossexualidade, mas também de pessoas homossexuais que têm tido um papel importante na história recente, da Segunda Guerra Mundial aos nossos dias, particularmente quando este vivido caiu no esquecimento.

Pascal Copeau, jornalista, resistente, membro do Conselho Nacional da Resistência e de homem político, vítima do homophobie:
Ficha Memória 01 - Pascal Copeau


 

Memória & Cultura

 

 

ver a página Documentos culturais>>>

 


Nos meios de comunicação social

ver a revista de imprensa>>>


A associação é reconhecida pelo Secretariado de Estado encarregado dos Antigos Combatentes e a Memória e pela Fundação para a Memória da Deportação.

É membro do Conselho Representativo para a Memória da Deportação.
É nacionaldo Serviço Nacional dos Antigos Combatentes e Vítimas de Guerra e participa à recolhada Obra “da Centáurea da França”.
É além disso membro do Comité da Chama sob Arc de Triomphe e da associação dos Amigos da Fundação para a Memória da Deportação, 

e beneficia do apoio da Cidade de Paris, da Cidade de Toulouse e a Cidade de Nancy.

Aderimos: ao InterLGBT (inter Associativa Lesbiana, alegre, BI e trans), o S.N.E.G. (Sindicato Nacional das Empresas Alegres), 
ao Centro L.G.B.T de Paris - Ile-de-France, à ÉGIDE (Lila ).

São membros da associação: Os Amigos da Fundação para a Memória da Deportação, BANDEIRA!, Melo' Men, o Sœa URSS da Perpétua Indulgência, COMIN-G, ESTACIONA!

FACE à FACE Saint-Etienne, a ÉGIDE (Lila), C.I.GA.LE. (Grenoble), Associação Nacional Transgenre, Homobus, Beit-Haverim e Refúgio.


“Esquecidos” da Memória Associação Civil Homossexual do Dever de Memória © | última aposta à dia 26 de abril 2018 | Menções legais | Contacto
Sede nacional: c/Fondation para a Memória da Deportação - 30, boulevard des Invalides 75007 PARIS - 06.18.84.00 .33